quarta-feira, 20 de julho de 2011

Famílias Sãopedrenses hospedam intercambistas em suas casas por duas semanas

Desde segunda-feira, 11 de julho três famílias Sãopedrenses estão hospedando em suas casas intercambistas vindos da Itália, Ungria e Holanda.  O Úngaro Adam Branta, o Italiano Enrico de Carli e a Holandesa Maud Willemen ficarão duas semanas nas casas das famílias Caufmann, Spode e Bassotto. Na visita ao Brasil eles pretendem aprimorar seus conhecimentos sobre a língua e a cultura Brasileira. Ao todo são 28 intercambistas que estão de passagem pela região Centro Oeste do Rio Grande do Sul. Veja a reportagem completa na página 12.

Intercambistas de 3 países visitam São Pedro do Sul

A Reportagem do Jornal Regional Águas da Serra foi gentilmente recebida na residência da família Caufmann, onde teve a oportunidade de conversar com 3 intercambistas que chegaram em São Pedro do Sul na segunda-feira dia 11 de julho. Trata-se de Adam Branta, 19 anos, vindo da Ungria, Maud Willemen, 21 anos, vinda da Holanda e Enrico de Carli, 20 anos da Itália.
Os jovens estão no Brasil através do Lions Clube, e como já e de prache, eles ficam hospedados na residência de famílias que fazem parte do Lions, como é o caso das três famílias que receberam os estudantes.
O Italiano Enrico, ficará hospedado na casa dos Empresários Eni (Nica) e Dianor Caufmann e de seus filhos Rodrigo, Dieison e Thiarles. Ele veio de uma cidade de 6 mil habitantes e segundo ele, quer aprender sobre a cultura Brasileira e fazer novas amizades por aqui, apesar do pouco tempo que permenecerá na cidade. Enrico cursa a faculdade de Odontologia na Espanha, onde mora atualmente e já passou por diversos países do mundo.
Quando perguntei a família qual a sensação de receber um jovem que fala outro idioma, Nica, Dianor e os filhos afirmaram: “Adoramos jovens, não pensamos duas vezes quando surgiu a oportunidade no Lions e colocamos nossa casa a disposição, e agora ele está aqui; vamos aprender muito com ele, vamos trocar experiências”, afirmam.
Dieison, um dos filhos, afirma que sempre teve vontade de fazer um intercambio, mas devido ao trabalho não teve a possibilidade, mas o fato de receber o jovem em sua casa traz a possibilidade de aprender e ensinar muitas coisas, além da amizade que ficará.
Nica salienta que a família escolheu o Italiano para hospedar em sua casa devido ao idioma, pois assim será mais fácil se comunicar com ele, pois na família ninguém fala inglês. “Estou adorando a experiência, gosto de ver minha casa cheia de jovens, e ele é muito simpático”, finaliza a comerciante.

Foto (Enrico recebeu o carinho de toda a família Caufmann de Souza)

A Holandesa Maud Willemen veio de uma cidade de 55 mil habitantes. Maud ingressou na Faculdade de Pedagogia e também já viajou por vários países. Ela está hospedada na casa de Bianca Spode Beltrame, formada em Direito e Administração e que também já viajou para diversos países do mundo, inclusive fazendo um intercambio na Polônia há alguns meses atrás.
“Vamos trocar experiências, terei a oportunidade de conhecer um pouco mais da cultura e aperfeiçoar o idioma”, afirma Bianca. Bianca fala inglês muito bem, e não terá muitas dificuldades com a hóspede.

Foto (Bianca e Maud)

Adam Branta veio da Ungria e está para entrar na Faculdade de Relações Internacionais. A cidade onde mora tem 40 mil habitantes. Adam está hospedado na casa de Rosele Bassotto, formada em Administração que também fez intercambio por um ano, onde esteve na Austrália.
“Pretendo aprimorar meus conhecimentos com Adam, o tempo é curto, mas iremos aproveitar o máximo trocando experiências”, finaliza Rosele.

 (Foto) Rosele e Adam

O Que eles acharam estranho na cidade

Já de chegada, os jovens estranharam a distância para chegar em São Pedro do Sul, pois vieram de ônibus de Porto Alegre. O Brasil é um pais muito grande, onde eles moram estão acostumados com cidades bem próximas uma das outras.
O chimarrão; vai ser difícil acostumar...
O caixa eletrônico; segundo eles, lá se coloca o cartão uma vez só para sacar dinheiro...
As cores das casas, “como são coloridas”, afirmam.
O feijão, o Guaraná, tudo isso é novidade para eles, mas os enroladinhos de salsicha e queijo da Dona Nica eles gostaram...
Quando chegaram aqui eles pensavam em encontrar calor, samba, futebol e muitas mulheres. Afinal, a visão que eles tem do Brasil, é essa...o Rio de Janeiro, que é o que eles assistem na grande mídia.
Mas se depender dos Sãopedrenses que receberam eles aqui, essa imagem vai mudar. Nessa estadia por aqui, eles pretendem levar os hóspedes no CTG, em Riveira para conhecer o Uruguai, em Museus e em muitos outros lugares que mostrem a cultura do povo gaúcho. E para começar, logo no primeiro dia na cidade, eles levaram os estudantes para conhecer o Balneário Passo do Angico...


Todos se reuniram na casa da família Kaufmann, onde também estiveram presentes alguns amigos da família que deram as boas vindas aos visitantes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário